Home > Notícias do Brasil
Mensagem comemorativa do 93º aniversário do Exército Popular de Libertação da China
2020/07/31

Desde sua fundação em primeiro de agosto de 1927, e sobretudo depois do Décimo Oitavo Congresso Nacional do Partido Comunista da China, o Exército Popular de Libertação da China (EPL) vem aprofundando as reformas da defesa nacional e de si próprio, sob a firme liderança do Comitê Central do Partido, que tem como núcleo o camarada Xi Jinping. Avançando firmemente no caminho de fortalecimento com características chinesas, o EPL entrou em uma nova era com uma reformulação revolucionária.

A paz constitui o principal valor da civilização chinesa. O País adere ao caminho do desenvolvimento pacífico, pratica uma diplomacia pautada na independência e na autonomia, e uma política de defesa proativa, além de ser um importante defensor da paz mundial. Dentre os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, a China é o que mais destaca missões de paz. A marinha chinesa faz escoltas rotineiras na costa da Somália e no Golfo de Áden. As forças armadas chinesas também são ativas em operações internacionais de ajuda em desastres e assistência humanitária. Quando a pandemia da COVID-19 se alastra pelo mundo, as forças armadas chinesas desenvolveram parcerias com departamento de defesa e exército de diversos países, no envio de grupos de infectologistas, doação de materiais médicos para mais de 20 países e realização de videoconferências com militares de cerca de 10 países para a troca de experiências de prevenção e controle. Contribuiram, assim, com uma "força chinesa" para o combate internacional à COVID-19.

A humanidade forma uma comunidade interdependente e de futuro compartilhado. Em várias ocasiões, o presidente Xi Jinping afirmou que a solidariedade e a cooperação são as armas mais poderosas de que a comunidade internacional dispõe para vencer a pandemia. Desde o início do surto da COVID-19, a China e o Brasil têm mantido uma parceria estreita e solidária. No momento mais difícil da luta na China, o governo e a sociedade do Brasil nos mostraram um precioso companheirismo. Quando o Brasil foi atingido pela crise sanitária, a China foi um dos primeiros a oferecer ajuda, colocando-se firmemente ao lado da população brasileira. Até o momento, foram entregues ao governo brasileiro dois lotes de insumos de saúde doados pela China. Além disso, muitas instituições chinesas também disponibilizaram suprimentos a 30 estados e municípios do Brasil, no valor superior a 40 milhões de reais. Há também parcerias entre a China e o Brasil na área de pesquisa biofarmacêutica para desenvolvimento de vacinas. Tudo isso reflete a amizade entre os nossos povos e a nossa vontade de superar juntos as dificuldades do momento.

As relações diplomáticas China-Brasil já percorreram uma jornada de 46 anos. A parte chinesa está disposta a levar adiante o relacionamento bilateral e consolidar sua base política junto com a parte brasileira a fim de construir uma Parceria Estratégica Global com respeito e confiança mútuos. Sendo parte significativa dessa parceria, a relação entre as duas forças armadas vai, com os esforços de ambos os lados, conquistar novos frutos, trazendo novas contribuições para a Parceria Estratégica Global China-Brasil, assim como a paz e a tranquilidade mundiais.

Aproveito esta oportunidade para saudar o povo brasileiro e expressar a minha grande estima aos profissionais que trabalham na linha de frente do combate à pandemia. Tenho certeza de que o Brasil vencerá a situação em breve, e que a amizade sino-brasileira sairá mais forte desta batalha conjunta.

Yang Wanming

Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário

da República Popular da China no Brasil

Suggest To A Friend:   
Print